Come closer


Saudações, visitante! Neste momento, você se encontra no Hishoku no Sora, um blog pessoal sem fins lucrativos. Aqui se fala de tudo um pouco, então fique à vontade!
A versão atual é inspirada na música "We Don't Talk Anymore", ilustrada por Jimin e Jungkook (BTS).

Home Me Blog Links

Talk to me
Kawasumi Shana, 24 anos e contando +1 todo dia 7 de fevereiro - logo, sou toda aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não.more?

Stay in touch


Follow

Unspoken Words

Past Tense

Stay a little longer

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1366x768


Resenha: Hirunaka no Ryuusei

Um fato sobre mim: eu amo mangás. E eu leio muitos, majoritariamente do gênero shoujo. Os que eu mais gosto são os voltados pra vida escolar e slice of life - ou seja, romances bem adolescentes. Se eu fosse fazer uma lista de quantos mangás eu já li... Bom, eu não conseguiria fazer. Primeiro porque ela seria enorme, segundo porque eu li tantos que ia demorar demais só pra conseguir lembrar de todos eles. O ponto é: depois de ler tantos mangás, a gente já sabe mais ou menos o que vai acontecer ao ver o gênero e ler a sinopse - então quando a Snow recomendou Hirunaka no Ryuusei, eu já sabia mais ou menos o que esperar desse shoujo, com todos os seus clichês e mesmices.
Grande erro, caros leitores, grande erro.
Nunca um mangá partiu e juntou meu coração do jeito que Hirunaka no Ryuusei conseguiu fazer. Então eu estou aqui tentando (só tentando mesmo) passar pra vocês tudo o que eu senti com essa obra mais do que fantástica da Yamamori Mika.
Vamos começar pelo começo: Hirunaka no Ryuusei (Daytime Shooting Star, ou "Estrela Cadente Diurna") conta a história de Yosano Suzume, uma garota de 15 anos que mora no interior. Ela tem o péssimo hábito de cabular muitas aulas pra ficar no terraço olhando o céu, a procura de uma estrela cadente diurna - isso porque, quando criança, ela se perdeu no caminho de volta pra casa e viu uma Estrela Cadente em plena luz do dia, que acabou por guiá-la até seu lar doce lar. Essa é a nossa protagonista, sempre com a cabeça nas nuvens e levando a vida bem preguiçosamente.
Isso até que o pai dela consegue um emprego/promoção no exterior, e ela é informada que ele e sua mãe irão sair do país. E a Suzume? Bom, ela vai morar com o tio dela. Em Tokyo! O que pra nós seria tipo sair de alguma cidadezinha bem rural e ir morar sozinha em plena São Paulo, hahaha! Acontecem uma série de coisas nesse processo, mas uma das mais marcantes na vida de nossa heroína é a aparição de Shishio, um cara bem... peculiar. Além disso, ela precisa começar do zero uma nova vida escolar, se relacionar com novos professores e fazer novos amigos. Não é a coisa mais fácil do mundo quando você viveu 15 anos na mesma cidade, com os mesmos colegas e os mesmos vizinhos, mas você logo vai perceber que Suzume não é uma garota ordinária, e vai dar muito duro pra lidar com tudo isso da melhor forma possível.
Até aí, esse é um enredo bem comum em muitos mangás. Contudo, ele trabalha um ponto que não costuma me atrair muito: o famoso romance entre aluna e professor, que sempre vem acompanhado de uma boa dose de drama. Quando eu percebi que era disso que se tratava, eu confesso que desanimei um pouco com o mangá - eu posso dizer em alto e bom som que eu odeio romances com professores, principalmente porque a fórmula é sempre a mesma: a garota se apaixona, insiste, o professor finalmente cede, daí eles iniciam um romance, alguém na escola descobre e o cara é obrigado a largar o emprego dele pra preservar a moral e os bons costumes na escola. Daí a garota sofre rios e no último capítulo, na formatura, ele aparece pra vir buscá-la (e eles viverão felizes pra sempre). Anotem o que estou dizendo: se o mangá tiver esse tema, 80% de chance de ele se desenrolar dessa forma. 
O diferencial em Hirunaka no Ryuusei é que esse tema é tratado com outros olhos, de uma forma muito mais madura e humana. O fato de a Suzume ser uma protagonista bem diferenciada e ter crescido com outros valores faz toda a diferença no andamento da história, que escapa de clichês e fórmulas prontas. Eu cheguei até a duvidar, em alguns pontos, se ele era Shoujo ou Josei, por causa da maneira mais madura e realista com a qual o tema foi abordado. Além disso, todos os personagens vão amadurecendo com o caminhar do enredo, uma coisa que me chamou bastante a atenção e me deixou bem satisfeita também - ninguém começa e termina a história do mesmo jeito. Todos vão crescendo, e isso foi muito bacana.
Quanto aos aspectos mais técnicos, Hirunaka no Ryuusei tem um tamanho bom, contando com 78 capítulos (sem os extras), e embora a arte seja bem limpa, ela te tem seu charme. O traçado da Yamamori-san é bem firme e leve, mas bastante simples também, o que deixa a leitura agradável. Em um certo ponto, eu poderia comparar a arte com Lovely Complex, embora eu ache o traço da Nakahara Aya mais bonito. owo~ O desenvolvimento é bom também, ainda que eu tenha sentido que os capítulos acabavam muito rápido - acho que a publicação fosse semanal, mas não tenho certeza - e fiquei com preguiça de procurar, hahaha!
De qualquer, Hirunaka no Ryuusei apertou muito meu coração e me causou muitas emoções - confesso que eu quase chorei nos dois últimos capítulos, e que talvez só não tenha me acabado em lágrimas porque meus pais estavam na sala enquanto eu lia, hahaha! Se alguém se interessar, vocês podem ler o mangá em inglês aqui e em português aqui - mas parece que ainda não terminaram de traduzir, e também não posso garantir a qualidade porque eu li em inglês mesmo. :P
Por fim, espero que tenham gostado da resenha e que considerem a leitura - ou ao menos coloquem na lista -, porque esse mangá é uma verdadeira obra de arte, que vai te levar à loucura com todos esses feels! *w*


Imagens daqui!

Marcadores: ,


By Shana • sexta-feira, 24 de abril de 2015 • 11 ComentáriosLink to this post

Blogagem Coletiva | Os 13 medos

Saudações, caros leitores! As bruxas estão à solta, e mais uma vez o Círculo Secreto chega para abalar todas as estruturas da blogosfera com uma Blogagem Coletiva soberana! O tema deste mês são 13 coisas que me davam medo na infância - e eu quase deixei de participar dessa blogagem, porque esse tema é uma afronta à minha pessoa! Não é verdade? Vejam bem, eu sou totalmente destemida, inabalável, ando na selva braba, rio na cara do perigo! HA HA HA


Aham, tá.
Eu bem gostaria de ser uma pessoa super corajosa, mas apesar da minha feição séria e minha pose de soberana, eu sou é cagona pra caralho, e tenho medo das coisas mais estúpidas possíveis - o que é um complexo pra mim, porque eu gosto de manter a pose de durona, mas na real sou uma pirralha medrosa e pequenina, méh. Apesar disso, ao longo dos anos os meus medos foram mudando bastante, então eu precisei quebrar um pouco a cabeça pra encontrar 13 medos de quando eu ainda era pirralha. u-u'' Mas como eu disse, sou super cagona, então eu consegui me lembrar de alguns, hahaha! Vamos seguindo, vamos seguindo...

Continue Lendo »

Marcadores: , ,


By Shana • domingo, 19 de abril de 2015 • 12 ComentáriosLink to this post

Gastando horrores na Liberdade #2
Saudações, caríssimos leitores! Faz um tempo que eu achei umas fotos perdidas no meu computador - que provavelmente eram de algum post que eu esqueci de fazer, porque a vida não pára e tal -, mas nunca consegui agrupar tudo bonitinho num texto só. Daí essa semana eu precisei ir no centro de SP (São Bento, por que tão longe de mim?) e acabei aproveitando pra passar na Liberdade. E vocês sabem o que vem depois disso, né? Sim, meus caros, o post de hoje é uma junção de ostentação e comida, que é pra todos começarem a semana me invejando, porque eu sou dessas mesmo e não tenho um pingo de vergonha na minha cara ♥
Primeira coisa: Sailor Moon acabou! Esse mês foi lançado o volume 12 do mangá - que sim, é o último. Eu já tinha lido, mas fiquei tão emocionada de ver essa capa! *w* Infelizmente a Saraiva ainda está de palhaçada com os fãs, então eu tô esperando chegar meus volumes 9 e 11 pelo correio, e comprei o 10 e 12 na Liberdade uwu Doeu meu bolso, mas valeu cada centavo! De quebra, por algum motivo a banca tinha alguns marcadores da Sailor Chibi Moon 'sobrando', e o dono me deu de graça! *w* Super peguei, é claro.
Continue Lendo »

Marcadores: , , , ,


By Shana • domingo, 12 de abril de 2015 • 10 ComentáriosLink to this post

Mini-resenha: Noragami

Noragami, que significa algo como Deus Viralata, é uma animação produzida pelo estúdio Bones, baseado no mangá de mesmo nome, que estrelou no Japão em janeiro de 2014. Com apenas 12 episódios, conta a história de Yato, um deus japonês que sequer tem o próprio templo, quem dirá os próprios fiéis. Contudo, nossa divindade não se deixa vencer por esses ínfimos detalhes, e está muito determinada a realizar seus objetivos através de muito trabalho duro. O problema é que, pra realizar seus trabalhos, os deuses precisam dos Shinkis, um espírito capaz de se tornar uma arma - e com essa popularidade toda, Yato não tem exatamente uma fila de espíritos procurando por um emprego.
A história de Yato se transforma quando, por sua culpa, a jovem Hiyori - que adora MMA e não é nada ordinária - acaba se envolvendo em um acidente e, por conta disso, sua existência acaba ficando "em cima do muro", entre o mundo dos vivos e esse mundo fantástico de divindades e espíritos - às vezes malignos! Ela então dá a Yato uma oferenda, para que ele lhe ajude a recuperar a normalidade de seu corpo - mas será que dá pra confiar em um deus que ninguém sabe que existe?


Como já é de se esperar das produções do estúdio Bones - como Fullmetal Alchemist (as duas versões) e Soul Eater -, Noragami conta com ótima animação, dublagem e trilha sonora - essa última me chama atenção pelos 'gêneros' musicais, que vão além do Jrock comum ou das famosas "animesongs". O desenvolvimento da história é bem rápido (afinal, são só 12 episódios) e emocionante, além de contar com uma dosagem certeira de humor, ação e até drama. Por tratar-se de um shounen, não é uma história que esbanje muito romance, mas ele aparece de forma bem natural e leve. Por ser curto e bem objetivo, é o tipo de animação que você começa e termina num dia - e embora não tenha um desenvolvimento muito profundo das personagens, elas são todas bem construídas e têm seu papel na história - ou seja, se você é desses que não tem saco pra ficar vendo "o passado do personagem secundário", pode assistir esse anime tranquilo!

Um gif aleatório porque eu gosto dessa cena e pronto

Quanto à animação, eu provavelmente vi a versão Blu-Ray (disponibilizada pelo meu xodó, o Anbient), então não tenho nenhuma reclamação a fazer. O Character Design é simples e bonito, desses sem muito frufru, mas que dá gosto de ver! Definitivamente uma boa pedida pra um fim de semana, ou pra um feriado. :D Assisti numa noite (que começou lá pelas 20h e terminou as 6h30, mas quem liga?), e não foi nada cansativo - até porque eu queria saber logo o que ia acontecer e fui literalmente assistindo um episódio atrás do outro! Fica a dica pra quem quer alguma coisa divertida - sem ser "pastelão" - e curtinha pra ver!
Pra atiçar a curiosidade, deixo a opening do anime pra vocês :D Beijinhos à todos, e até a próxima! o/

Marcadores: , , ,


By Shana • terça-feira, 7 de abril de 2015 • 11 ComentáriosLink to this post

Sobre férias sem descanso
Glória Odin todo poderoso, que eu não aguentava mais o antigo!

Saudações, caríssimos leitores e leitoras! Depois de um mês e meio de puro terror e tortura psicológica - vulgo Fim de Semestre -, eu finalmente fui agraciada com minhas merecidas férias - que não vão ser tão férias assim, mas vamos em frente - e, pra comemorar, trago a vocês um layout novo, saído do forno fresquiiiinho pra todos apreciarmos!
Essa versão foi feita durante a minha vibe Shingeki no Kyojin, que já passou, mas nós não ligamos pra esses detalhes tão pequenos. Eu tentei recuperar um pouco o clima dos layouts antigos, mas juntei com algumas coisinhas novas que aprendi e, em suma, fiquei bem satisfeita. Agradecimentos especiais à Akemi, que me deu a ideia magnífica das nuvens! A ideia geral surgiu enquanto eu estava tentando encontrar um amv (anime music video) de Shingeki com a música Savin' Me do Nickelback, entrei na vibe de ouvir as músicas da banda e tocou Hero na minha playlist. A letra tem TUDO a ver com o enredo do anime, principalmente com a motivação do protagonista, que decide abrir caminho em busca da liberdade em vez de ficar esperando algum "herói" aparecer. Além disso, eu acabei usando uma imagem fantástica que me permitiu usar um tema que eu adoro - o céu -, daí esse layout ficou bem simbólico pra mim, então espero que todos gostem tanto quanto eu gostei ♥
Bom, neste exato momento eu estou aproveitando meu chá com biscoitos (eu estou mesmo!), mas a calmaria não vai durar muito na minha vida. Como disse, eu estou de "férias" deste terça-feira, quando fiz minha última prova, e esse semestre juntou com algumas coisas tipo meu relatório final da IC. Daí que eu tinha textos mil pra estudar, aulas pra comparecer e ainda tenho alguns artigos pra escrever - eu juro, eu adoro a minha vida acadêmica! E é claro que eu estou mentindo! Em suma, essa correria me deixou meio por fora do mundo normal, porque meu tempo livre era sempre gasto em cochilos ou em porcaria nenhuma, porque meus atps foram dominados pela faculdade - e nem as ditas férias, que vieram bem fora de época, eu vou poder aproveitar, porque meu relatório é pra 10 de maio e, bem, eu preciso recuperar o tempo que "perdi" me dedicando às minhas provas. D:
Mas não só de tragédias é feita a minha vida, aconteceram algumas coisas interessantes nesses últimos tempos.
Primeiro, eu começo a estagiar mês que vem! Depois de uma seleção bem cansativa, com reuniões que iam até de madrugada na faculdade, minha turma finalizou a escolha dos estágios de ênfase - aqui no meu curso, são os estágios onde a gente começa a atender/realizar intervenções. Graças a Odin - e ao trabalho duro dos colegas que formaram a comissão - eu consegui os dois estágios que queria! Terça passada eu tive minha primeira supervisão, e foi tão, tão, tão legal que eu saí de lá sentindo como se pela primeira vez tivesse escolhido algo que vai me fazer feliz nessa graduação! Fiquei muito satisfeita e já estou super empolgada com minhas leituras! *w*
Segundo, estou tentando fazer valer as minhas metas pra 2015. Entre elas estavam retomar o costume de ler, e essa eu realmente estou conseguindo levar a cabo! Meu objetivo era ler dois livros neste ano, e eu estou terminando o primeiro, então estou bem otimista! Concluí que o que me faltava era uma boa história e tempo livre (porque eu sou dessas que gosta de sentar pra ler, e não ler no ônibus, ou esperando alguma coisa). Eu também estava querendo perder peso, e comecei a testar algumas mudancinhas na minha dieta - nada drástico! Mas agora, ao voltar das férias, pretendo adicionar legumes às refeições, pra ver se isso me ajuda. Também fui convidada por uma colega da faculdade a ver aulas de boxe, uma coisa que despertou meu interesse há uns 2 anos, e tô bem empolgada com a ideia! Quanto às outras, ainda preciso finalizar alguns compromissos pra levá-las à cabo, mas já consegui organizar algumas coisas na minha vida, o que me deixou muito feliz! *w*
Aconteceram outras coisas também, mas eu não sei se consigo falar de cada uma num tópico separado, ou se vale a pena listá-las. Continuo com o projeto de ajeitar a minha casa, e recentemente comprei uma cadeira (pra estudar mais confortavelmente) e essa semana dei um fim no meu tanquinho, finalmente! Também teve o fechamento do Poupée Girl, um jogo estilo dress up que eu gostava bastante, mas encontrei um "substituto" pra ele, além de um fórum bem bacana sobre o jogo, o que preencheu bastante o meu tempo ocioso.Ademais, eu consegui ler a maioria dos textos da faculdade nesse semestre, menos de algumas matérias que eu deliberadamente larguei mão (e ainda assim fui bem nelas, como reagir?), e até o momento minha menor nota do semestre foi um 9, haha! Acho que vender minha alma valeu a pena, no fim das contas - e é, eu gosto de tirar boas notas, embora não mereça a maioria delas porque sou vagabunda na maior parte do tempo. Coisas da vida.
Num geral, essas foram as coisas que rolaram na minha vida nesse último mês ♥ Mas antes de ir, eu quero agradecer a todo mundo que desejou os parabéns ao Hishoku, que completou 11 anos, e quero citar em especial a Snow, que fez essa historinha super legal pra nos presentear, e a Hannah Mila, que nos deu essa plaquinha lindíssima de presente! [Edit, porque eu esperta esqueci de linkar as coisas, me julguem] Não rolou nenhuma comemoração especial porque eu sabia que estaria em provas, haha - quem sabe na próxima? Por hoje, ficamos por aqui, queridos :D Beijos a todos, e até a próxima! ♥

Marcadores: , ,


By Shana • sexta-feira, 3 de abril de 2015 • 14 ComentáriosLink to this post


«older newer»