Come closer


Saudações, visitante! Neste momento, você se encontra no Hishoku no Sora, um blog pessoal sem fins lucrativos. Aqui se fala de tudo um pouco, então fique à vontade!
A versão atual é inspirada na música "We Don't Talk Anymore", ilustrada por Jimin e Jungkook (BTS).

Home Me Blog Links

Talk to me
Kawasumi Shana, 24 anos e contando +1 todo dia 7 de fevereiro - logo, sou toda aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não.more?

Stay in touch


Follow

Unspoken Words

Past Tense

Stay a little longer

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1366x768


Meme | 20 Músicas

Saudações! Fazia tanto tempo que eu não era indicada pra algum meme que já estava considerando roubar algum por aí - na verdade, eu fui indicada pra um no final do ano, então só faz um mês #dramaQueen Mas a questão é que eu ando sem ânimo pra escrever e meus rascunhos acabaram (mentira, tem uns aqui que eu estou com preguiça de terminar), e esses dias eu estava toda "CADÊ OS MIGO PRA ME INDICAR OS MEME TUDO" e pam!, aparentemente eu e a linda da Hinata temos Elric Telepathy e ela me indicou esse meme maravilhoso, que não só me salvou do meu drama como também é de um dos meus temas favoritos, música! Tem umas perguntas hilárias aqui e eu quebrei um pouco a cabeça - como sempre, pra não perder o costume -, mas valeu super a pena <3 
Regras
• Responda a todas as perguntas, sem exceção
• Dê créditos ao blog que te passou o meme
• Repasse para 3 blogs no mínimo
• Descreva porque as músicas são cabíveis a cada pergunta

Continue Lendo »

Marcadores: , ,


By Shana • domingo, 31 de janeiro de 2016 • 9 ComentáriosLink to this post

Vidas, encontros e despedidas


A gente encontra muitas pessoas ao longo da vida. Algumas delas nos marcam, outras não, mas provavelmente todas ajudam a compor o que somos hoje e o que seremos amanhã. Quando eu passei no vestibular e optei por estudar em outra cidade, eu não levei muito em consideração as pessoas que eu ia conhecer nesses 5 anos de curso - eu sequer pensei nisso. Até porque sociabilidade é a habilidade que eu menos me empenho em desenvolver, eu confesso (quase não tem EXP nela).
Mas ano passado, no meu 4º ano de graduação, eu me aproximei de duas pessoas em especial: o Alan e a Jéssica. Eu já tinha uma amizade com o Alan e sabia quem era a Jéssica a essa altura, mas nós começamos a passar tempo juntos, nós três, e de repente eu não poderia me sentir mais abençoada pelo presente que a vida me trouxe ao longo do caminho. Nesse 1 ano que compartilhamos juntos, nos reunindo toda semana pra trabalhar e pra conversar, eu aprendi muito sobre mim mesma, sobre compartilhar, sobre amar e sobretudo, sobre sentir-se amada. A relação que construímos juntos me dá muito a impressão de algo que vem de outras vidas, de algo que é pra ser, de que tem muito mais na nossa história do que nós mesmos sabemos. E eu amo esses dois de um jeito que eu não amo as outras pessoas, e eles me fazem sentir amada, acolhida e livre. Especial.

Segure a minha mão quando você precisar de alguém
Eu serei esse alguém - Nós estamos nessa pra vida
Olhe pra mim quando você precisar de um ombro amigo
Eu serei esse alguém - Nós estamos nessa pra vida

A vida é algo que traz encontros e despedidas. Neste ano, o Alan e a Jéssica se formam. O Alan volta pra cidade dele, a Jéssica é daqui e eu sou de São Paulo. Não há absolutamente nada nesse mundo capaz de desfazer o laço que nós construímos, eu sinto, mas é muito triste parar e pensar que ano que vem não vamos mais assistir filmes juntos, comer chocolate juntos, chorar juntos, falar mal das pessoas juntos e passar nosso tempo juntos. Não com a mesma intensidade e proximidade que compartilhamos nesse ano que se passou. E embora eu tenha dito a eles dois que eu não entendo esse chororô dos formandos, porque as pessoas que eu amo estarão sempre comigo, é triste. Eu vou sentir falta de vocês, porque eu não tenho esses momentos com mais ninguém e eles vão ser bem mais escassos agora. E embora o Alan provavelmente vá me ligar de vez em quando e eu ainda tenha um ano inteiro pra curtir a presença da Jéssica (fisicamente falando), é triste porque vai ser diferente agora, e eu gosto como está. Eu gosto de tudo o que eles me ensinaram, de tudo o que eles representam pra mim e do espaço que eles preenchem na minha vida, e ainda que eu tenha plena certeza que esses espaços se preenchem e que nossa amizade é algo eterno, que a distância não será capaz de separar, eu vou sentir saudade. Eu amo vocês dois, e eu vou sentir saudade.


Encontros e despedidas fazem da vida o que ela é. Nós conhecemos pessoas, e elas vêm e vão e eu lido muito bem com isso. É triste quando o destino é ingrato e separa as pessoas sem que elas desejem. Eu nunca vou esquecer os dias que dividimos juntos, e tenho certeza que não serão os últimos, mesmo que esses momentos sejam menos frequentes a partir de agora. Obrigada, vocês dois. Obrigada por me ajudarem a construir a mim mesma, por me acolherem e ouvirem minhas reclamações, por serem veteranos fantásticos sempre dispostos a discutir desde coisas práticas à teóricas comigo; obrigada por serem os amigos maravilhosos que ouviram minhas histórias e desabafos sem julgar ninguém e por sempre terem me apoiado nas minhas decisões. Alan, obrigada por me dar o objetivo de ser a melhor versão de mim mesma na vida. Jéssica, obrigada por me ensinar a aceitar a mim mesma e por me ensinar a ver as cores da vida. Obrigada por existirem no meu mundo, por serem quem são e por fazerem de mim o que eu sou agora. Não importa onde vocês dois estejam, pra mim estarão sempre comigo, farão parte de mim e serão sempre amados. We're in this for life!

Música: The Light.

Marcadores: , ,


By Shana • terça-feira, 26 de janeiro de 2016 • 9 ComentáriosLink to this post

Shana está se sentindo produtiva

O plano original era: postar as fotos das coisinhas legais que eu comprei na Liba e na Daiso.
O que acabou acontecendo: as fotos ficaram no pc do meu irmão, em São Paulo, e o bonito nada de me enviar elas até agora.
Não que vocês precisassem saber disso, mas sabem como é.
Queridos leitores, minhas tradicionais saudações! o/ Voltei pro interiorrrr e minha chegada começou cheia de emoções: já na rodoviária, uma senhora queria viajar com o neto dela, mas não estava com a certidão de nascimento da criança. Pra quem não sabe, crianças menores de 12 anos só podem viajar sem os pais se o responsável estiver com todos os documentos dela. No fim, atrasamos 30min, mas a moça conseguiu viajar assim mesmo (e ainda sentou bem do meu lado, eu mereço essas coisas). Na parada atrasamos mais 20 minutos, por um problema xis com as passagens de alguém e eu ainda não entendi qual foi a treta e nem como foi resolvida - só sei que viajamos e eventualmente cheguei em Ax.
Cansadíssima, o plano original (de novo, o mundo destruindo meus planos) era chegar e pular direto na cama, como se não houvesse amanhã. Porém, ao abrir a porta do meu quarto fui surpreendida por..
Mofo.
É, péssimo dia pra ser eu. 
Cheguei em casa as 4h, e faxinei meu quarto, eventualmente meu banheiro, até a 8h. Dormi, acabada, e consequentemente meus planos de terminar um dos meus trabalhos foram (de novo) adiados pra tarde/noite. Acordei super tarde e fui ao mercado fazer meu estoque de produtos de limpeza e comida, e comecei o trabalho bendito. Imaginei que fosse demorar horrores nele, visto que o primeiro trabalho dessa disciplina eu fiz em dupla e demoramos dois/três dias pra terminar. D: Mas não é que eu encarnei minha acadêmica interior e consegui terminar uma resposta/encontrar a outra no texto na mesma noite? Orgulhem-se de mim, mortais!
Claro que eu não estou considerando o fato de que eu tirei 9,5 no T1 e posso cagar a vontade nesse daí. Detalhes.
Na quinta-feira, me reuni com o grupo de psico da saúde pra começarmos a corrigir uns testes (que tivemos que aplicar às pressas em dezembro, visto que na última semana de aula fomos informadas que a avaliação da disciplina ia ser nada mais do que um artigo de pesquisa, super simples - e sim, isso foi ironia) e começar a pensar nosso texto. Obviamente, não terminamos, mas deu pra tirar os dados brutos, fazer conta e deixar umas tabelas e resultados prontos, pelo menos. E não vou julgar ninguém que não tenha entendido esse parágrafo, só saibam que: não é serviço de gente de humanas, então deu um trampo da porra.
Na sexta-feira pela manhã eu resolvi terminar aquele primeiro trabalho, e já aproveitei pra enviá-lo ao professor. Além disso, eu já tinha reunião marcada com um grupo de outra disciplina, que era pra ser sobre tecnologia, mas virou algo muito mais complexo em algum momento, e tínhamos de fazer um vídeo sobre um dos 4 blocos da matéria. Como eu e meus colegas não entendemos porra nenhuma nada do 1º e 3º bloco, resolvemos usar um que falava de feminismos, ciborgues e as tecnologias que atravessam nosso gênero, sexualidade e mesmo nossa humanidade - complexo e filosófico, não? Nós já tínhamos separado algum material, e magicamente terminamos o vídeo inteiro - cortar, selecionar, legendar e juntar - em 4 horas! Saímos comemorando como se tivéssemos vencido a copa do mundo, porque foi uma verdadeira vitória (e olha que até a edição dele ficou bacana!).
Meu fim de semana foi o que mais me surpreendeu. Limpei minha casa - varri, passei pano, tirei lixo, arrumei bagunça, limpei o guarda-roupa, lavei a louça (e até o escorredor de louça!), lavei roupa e até meus panos de chão -, terminei dois relatórios e adiantei a leitura de um texto. Tenho agora duas semanas pra terminar o tal trabalho em grupo que faltou, mas o ponto é: nunca fui tão produtiva nos últimos dois anos da minha vida! Isso é quase uma benção *w* E eu, claro, tô toda orgulhosa de mim mesma. Pra quem teve que anotar na própria agenda o que fez durante o dia pra se sentir produtiva, ter feito tudo o que eu precisava em uma semana (digo: em 5 dias) é uma vitória pra se comemorar com grito e dancinha - e eu até tô dormindo bem! 2016 começou muito bem pra mim, obrigada. E sim, foi só isso que eu vim aqui dizer.
Quem sabe na próxima o meu querido irmão já não me mandou minhas fotos?

Marcadores: , ,


By Shana • domingo, 17 de janeiro de 2016 • 8 ComentáriosLink to this post

Anos 80, a melhor década da música
É claro que sou eu quem está dizendo que a década de 80 tem a melhor música da historia, obviamente. Eu estava aqui, pronta pra dizer que "quem me conhece sabe", mas acredito que isso não seja totalmente verdade. Pouca gente sabe que eu adoro música dos anos 80 - e isso vai desde álbum recente com conceito anos 80 às músicas dessa época mesmo, que tinham uma clima bem específico e que eu adoro. A minha banda favorita, o The Smiths, é um exemplo perfeito. Contudo, embora seja a melhor década da música ocidental (bom, pra mim é), eu sinto que só conheço as canções porque cresci numa casa em que se ouve muita coisa dos anos 80. Daí eu pensei: por que não? E foi assim que esse post começou -q
Pra ilustrar pra vocês, jovens padawans, a maravilhosidade dessa década musical fantástica (minha nossa, quantos adjetivos), eu decidi fazer uma playlist com músicas que eu gosto. Elas simplesmente dão vontade de sair dançando pela casa, impossível resistir! :0

Continue Lendo »

Marcadores: ,


By Shana • sábado, 9 de janeiro de 2016 • 9 ComentáriosLink to this post

New Layout | Wonderful Life

Saudações, queridos leitores! Espero que todos tenham aproveitado a ceia e que tenham festejado a beça nessa última semana. Eu, pela primeira vez, não fui ao almoço de ano novo, porque o carro dos meus pais deu problema e eu, bem, dormi o dia inteiro (porque resolvi ir pra casa pra lá das 7h da manhã). Não estou reclamando não: pra mim qualquer tempo que é gasto dormindo, é gasto de maneira produtiva e satisfatória, obrigada.
Mas falando em ano novo, como puderam ver, aqui no Hishoku o ano já começa com transformação - admirem nosso novo layout! Particularmente, estou muito orgulhosa dele, tanto no quesito design (que ficou exatamente como eu queria, e eu fiquei um bom tempo admirando minha obra prima depois de terminá-la), quanto no quesito HTML. Esse último, em particular, é verdadeiramente revolucionario, pois eu aprendi a centralizar os layouts em qualquer resolução! Um minuto para as palmas, por favor! #Comemorando
Antes que eu comece a levar todo o crédito pelo level up do blog, a verdadeira responsável pela transformação é a queridíssima Mitsu, que elaborou um tutorial pra mim e tirou todas as minhas dúvidas - além de me ajudar a descobrir as coisas que não funcionavam no código. Embora o vale-tutorial tenha sido um prêmio na Pensão Koi, vou considerar que ela é uma maravilhosa professora e boa-samaritana, por ter me aturado fazendo perguntar e por ter se aventurado na bagunça que são meus códigos - pois sou dessas que funciona a base do "o importante é funcionar, a organização é o de menos".
Além do layout centralizado (HAHAHA, ENFIM!), agora também temos um footer ♥ Eu costumava fazê-los quando ainda usava iframes, e embora seja muito mais uma frescurinha do que uma funcionalidade interessante, eu fico feliz em poder usá-los de novo. Sendo assim, vocês me façam o favor de ir até lá em baixo, no fim da página, ver o footer bonito funcionando, obrigada.
Mas a parte importante deste layout é: ASUCAGA! Depois de responder ao meme dos shippers, eu fiz meu amor por esse casal encarnar a fênix e renascer das cinzas, ao ponto de rever o anime, lotar meu pobre computador com zilhões de fanarts e procurar mil fanfics pra ler. Nessa vibe, eu encontrei esse AMV amorzinho com a música Wonderful Life, do HURTS - que já virou uma das minhas paixões musicais também, só pra constar.


A música aí no video está um pouco alterada - acredito que por causa desses lances de direitos autorais -, mas eu achei a letra muito perfeita pro casal. Pra quem não assistiu Gundam SEED, Athrun e Cagalli são um casal que se conhece num contexto de guerra, cada um lutando de um lado, e entre eles tem muito uma questão de trocar sermões e uma discussão sobre "continuar vivendo e seguindo em frente, por mais difícil que seja". Somem isso a essa música maravilhosa, num AMV AsuCaga, comigo buscando fanarts do meu ship maravilhoso por semanas. Acho que o surpreendente seria isso não ter resultado em um layout, HAHAHA!
Fora isso, minha semana foi consideravelmente alheia à grandes emoções o que basicamente quer dizer que eu não fiz nada. Passei meu tempo lendo uma fanfic que me deixou com feelings estranhos (ler romances ficou difícil pra mim depois do feminismo, porque tem TANTA COISA ERRADA NESSAS FANFICS!), comecei a ver um anime e não terminei - porque eu sou preguiçosa pra caramba - e li All You Need is Kill, que me deixou confusa com meus feels e eu só vou falar disso quando resenhá-lo, obrigada pela compreensão.
Eu também ganhei plaquinhas fofas nos últimos tempos ♥ em especial essa da Any que ficou uma graça, embora eu ainda esteja confusa com essa história de eu ser onipotente, que você a Hinata trouxeram. Tô tentando lidar com todo esse poder que foi a mim concebido, HAHAHA! Será que fui eu quem disso isso e esqueci? D: Eu também estou planejando voltar na Daiso/Liberdade essa semana, e comecei a adiantar umas coisas da faculdade - afinal, essas férias que eu to aqui curtindo são de mentirinha, porque ainda tenho três semanas de aula antes do semestre acabar. Mas meu plano segue o mesmo: varzear o suficiente pra ter pique de fazer tudo o que preciso quando voltar pra Ax. E claro, lembrando mais uma vez que, terminando esse semestre, é ÚLTIMO ANO GENTE! #ChoraQuintoAno
Mentira migos, não vou chorar nada, eu tô é soltando fogos aqui.
Por hoje é isso, queridos ♥ me contem o que acharam do layout novo! E se ele ficou lindamente centralizado no computador de vocês também, por gentileza, HAHAHA! Beijos, e até a próxima :*

Todos os icons foram retirados do LiveJournal.
Edit: O problema de alinhamento foi resolvido! Obrigada a todos pela ajuda :)

Marcadores: , , ,


By Shana • segunda-feira, 4 de janeiro de 2016 • 13 ComentáriosLink to this post


«older newer»