let's be cool
Saudações, visitante! Neste momento, você se encontra no Hishoku no Sora, um blog pessoal sem fins lucrativos. Aqui se fala de tudo um pouco, então fique à vontade!
A versão atual é inspirada na música "Afraid to be Cool", ilustrada por Jimin e Jungkook (BTS, War of Wormone).

the coolest
Kawasumi Shana, 24 anos e contando +1 todo dia 7 de fevereiro - logo, sou toda aquariana. Adoro música, mangás, animes, filmes e livros. Odeio insetos, injeções e filmes de terror, sou criativa e contraditória, possivelmente tenho um parafuso a menos - mas juro que sou legal. Ou não. more?

come with me!


Follow

scream out!

what did you say?

bye baby bye!

 
Hishoku no Sora
Google Chrome | 1366x768


Quando coisas acontecem e eu não acompanho

Saudações, caríssimos leitores! Essa é a primeira vez que eu inicio a escrita de um post pelo celular, e confesso que: achei que era mais fácil. Achei que o blogger tinha uma versão mobile do painel, que facilitaria minha vida ou algo assim, mas parece que não passou de ilusão. Meu sincero respeito a todas as blogueiras e blogueiros que já se prestaram a esse papel.
Mas muito bem, muito bom, vamos falar dos acontecimentos dessa semana! Vamos começar pelo assunto que entristeceu muitas blogueiras old school, inclusive a minha pessoa: a morte simbólica do photobucket.
Pra quem não conhece ou nunca usou, o photobucket sempre foi um excelente hospedeiro free para imagens. Ele oferece vários serviços de impressão e compra de fotos, mas pra nós ele só era maravilhoso para guardar arquivos e disponibilizar a URL deles em outro lugar - imagens de layout, por exemplo, buttons e plaquinhas... Essas coisas.
Já havia algum tempo que ele andava derrubando algumas imagens, mas eu achei que tinha a ver com a falta de uso, ou muito tempo de inatividade, coisas assim. Até que, na última semana, a minha conta e a de várias amigas foi derrubada, e eu fiquei: ?????


Fui atrás e tive o desprazer de descobrir que o photobucket agora só permite o uso das imagens hospedadas nele em sites terceiros por meio de um plano pago. Foi um golpe no kokoro: uso esse site desde os primórdios do Hishoku e da minha vida blogueira, sempre adorei o serviço, e está difícil recuperar as imagens quando elas estão perdidas numa infinidade de páginas. Muitas blogueiras que conheço, amigas, ficaram igualmente chateadas com a notícia e agora todas procuramos serviços similares - o imgur sendo o mais cotado até agora, embora as URLs dele sejam aleatórias, o que não facilita muito nossa vida na prática, mas vida que segue. Deixo aqui registrada minha decepção e a morte simbólica de um excelente serviço (quem sabe eles percam usuários e resolvam voltar com o plano Free, né non?)


Tristezas a parte, a semana foi agitada, porque além dessa polêmica teve também Tanabata Matsuri na Liberdade, aqui em SP. A princípio eu não ia esse ano, mas era 9h30 da manhã e uma amiga me mandou mensagem pedindo (na verdade, implorando de maneira bem enfática) que fosse com ela.
Me arrumei na velocidade da luz e pé na estrada!
Como eu já falei exclusivamente do Tanabata aqui, quando fui ano passado, achei que não fazia muito sentido um post só pra ele. Pra quem não sabe, retomo: é um festival em homenagem às duas entidades relacionadas às estrelas Altair e Vega, ou os deuses Orihime e Hikoboshi. Existe toda uma lenda, mas o foco do festival é escrever nossos desejos nos tanzaku para que os deuses os leiam e possam realizá-los.


Esse ano estava bem mais lotado, e como nenhuma das espertas levou caneta, tivemos que entrar na fila pra escrever - embora tenha sido bem rápido. Os tanzakus eram baratinhos, R$ 2,00 cara um - eu fiz um de gratidão (vermelho), pra agradecer os desejos do ano passado que se realizaram, e minha amiga me deu um de dinheiro (amarelo), pra que ambas pudéssemos pedir empregos às estrelas - a esperança é a última que morre, meus jovens, e tenho dito.


Depois de amarrar nossos tanzakus, partimos em busca de comida: andamos pela feira do evento de cima a baixo até finalmente pararmos em uma barraquinha pequena, onde descolamos uma porção de gyoza e um pão chinês pela pechincha de R$ 9,00. Considerando que eu tinha dois pratos, nenhuma mão disponível e tivemos de comer de pé, no meio da muvuca, não tenho fotos deles pra vocês - mas garanto que mesmo em conta, ambos estavam deliciosos e comi muito feliz.
Ainda assistimos às apresentações de taiko, do dragão e de Gasa Odori - essa dança bonitinha aqui, embora a que vimos fosse bem mais delicada porque foi apresentada por um grupo de senhorinhas idosas. Eventualmente cansamos de ficar de pé no meio de um monte de gente e fomos até a Tea Station tomar algo geladinho.


Como eu nunca fico sem apresentar alguma coisa diferente por aqui, vamos lá: esse aqui é o Bubble Tea. É um tipo de chá comum, mas que vem com umas bolinhas de tapioca em baixo, que você "toma" (na verdade, come) junto com o chá. A Tea Station é uma loja especializada nisso lá na Liberdade, e fica na rua da Glória, na altura do n° 360.
Nós tomamos um chá de amora com yakult - cortesia de Buru, minha amiga ryca - e posso dizer com muita certeza que tomaria mais vezes. O chá era docinho sem ser enjoativo, e minha amiga pagou R$ 15,00 nele. As bolinhas de tapioca são gostosas e muito mastigáveis - tem o gosto da nossa massa de tapioca mesmo, apesar da cor, mas uma textura bem chicletosa, eu diria.
O atendimento do lugar é maravilhoso. Pra terem uma noção, o chá acabou em algum momento, e enquanto esperávamos ficar pronto, a loja forneceu uma degustação da porção de frango frito deles pra quem esperava na fila! O frango, aliás, é uma delícia, e tenho toda a intenção de voltar e pedir uma porção pra mim ♥
Além desses acontecimentos mais bafônicos, como diria Tenie girl, outras coisas foram se desenrolando este mês, mas eu fiquei muito preguiçosa pra escrever sobre elas. Primeiramente, fiz meu cadastro no posto de saúde e já tenho um exame de sangue marcado e uma triagem com a psicóloga no dia 27 deste mês. Depois de voltar definitivamente pra São Paulo, tive de interromper a terapia e acabou me fazendo muita falta por uma série de fatores. Estou mais que aliviada em conseguir a triagem numa instituição pública mesmo, e espero conseguir atendimento por alguns meses - ao menos até eu conseguir um emprego e poder pagar um profissional.
Ainda, no fim deste mês tenho uma viagem com minha avó, pra Aparecida do Norte, onde ela vai todo ano (e eventualmente me arrasta). Comento mais sobre a viagem quando ela efetivamente acontecer - e espero trazer fotos melhores que as do ano passado -qq
Como se não bastassem todos os eventos em minha vida cotidiana, esse mês também está rolando a gincana do Onigiri Quase Prédio! Eu e Mie-chan somos as Bruxas da Floresta, e nosso espírito de equipe é sem igual! Fomos ambas surpreendidas com as atividades semanais, que são complexas, mas até o momento nos saímos muito bem, olhem só!

 

Ainda temos duas semanas de gincana, mas espero mantermos o ritmo e conseguir um lugarzinho no pódio!
Por fim, narradas todas as minhas aventuras, eu me despeço por aqui. Fiquei feliz em saber que o layout está do agrado de todos *-* Agradeço de coração os comentários de vocês ♥ Beixinhos pra todos os leitores queridos e até a próxima!

Marcadores: , , ,


By Shana • segunda-feira, 17 de julho de 2017 • 8 ComentáriosLink to this post


«older newer»